Quarta 18 Outubro 2017,
Patrocínio Já

Depois de muita expectativa, júri define as três candidatas ao título de Rainha Nacional do Milho 2017.

Iara Santos e Silva, Ludmila de Almeida Rodrigues e Maria Angélica Gonçalves Faria foram escolhidas como candidatas para disputar a coroa da Rainha Nacional do Milho 2017. Elas estavam entre as 12 jovens selecionadas para frequentar a Escola de Rainhas, onde um seleto grupo de profissionais voluntários disponibilizou conhecimentos e experiências para que todas pudessem ser avaliadas em iguais condições.

O evento de seleção foi realizado no Auditório do Memorial do Milho, por um corpo de 11 jurados. A votação foi feita por meio de cédulas. As jovens se apresentaram em grupo e individualmente, quando tiveram oportunidade de falar um pouco de si mesmas. Foram atribuídos pontos aos quesitos: postura e elegância, beleza e simpatia, desenvoltura e comunicação lógica e clara.

Iara tem 20 anos e é filha de Claiton da Silva e Keithy dos Santos e Silva. Aspira ser motivo de orgulho para a família. Seu ideal é se formar e retribuir aos pais toda a dedicação recebida. Sempre sonhou com o título de Rainha Nacional do Milho e quer ao mesmo tempo representar a cidade e evidenciar a beleza da mulher negra.

Ludmila tem 22 anos e é filha de Danilo Rodrigues de Oliveira e Laura Cristina Rodrigues. Deseja ser uma profissional bem-sucedida, com uma carreira promissora. Desde criança, sonhava representar nossa adorável Patos de Minas como Rainha e agora, almeja ser um espelho para as meninas que tem o mesmo sonho.

Maria Angélica tem 22 anos. É filha de Frederico Faria de Melo e Coraci Gonçalves Faria. Sonha ser uma cirurgiã dentista bem-sucedida e transmitir aos seus pacientes seu amor pela profissão. Espera poder representar a Festa Nacional do Milho, que tanto admira, colocando em prática os ensinamentos sobre valor e respeito transmitidos pelos pais.

O Concurso é um dos eventos mais tradicionais da Festa e tem evidenciado a importância de proteger o legado cultural do município. O reinado representa não só a beleza da mulher patense, mas o orgulho de preservar as raízes e valorizar as tradições.

Na Escola de Rainhas, por meio das oficinas de etiqueta social, comportamento, vestuário, cabelo e maquiagem, teatro, postura e passarela, moral e ética, autoestima e equilíbrio emocional, comunicação e oratória, juventude, família e cuidados com a pele, as moças aprenderam muito.

A presidente da Comissão, Magda Cruvinel, afirmou que as candidatas venceram por mérito próprio. “Todas elas cumpriram com muita responsabilidade o cronograma previsto. Se destacaram pela pontualidade, interesse, participação, amizade e desenvolvimento. Agradecemos aos pais por confiar a nós as suas filhas e desejamos sucesso. Que a experiência adquirida seja motivo de orgulho e motivação para a vida futura.”

Camila Rosa, representante do título de 2016, destacou a responsabilidade do reinado e agradeceu a oportunidade. “Ser a Rainha Nacional do Milho foi um sonho que se tornou realidade. Sou grata a Deus pelos momentos que vivenciei. Agradeço também pelo carinho e pela receptividade da população. Minha orientação para as novas candidatas é que demonstrem amor pela nossa cultura e tradição.”

Agora, as candidatas começam suas campanhas e no dia 24 de maio, às 19h, no Paiolão do Parque de Exposições, uma delas será eleita Rainha Nacional do Milho 2017.

Fonte: www.fenamilho.com.br

Comments

comments

Gostou? Compartilhe!

About The Author

Comments

Escreva um comentário...